área fase de testes.fw.png

CPMI aprova convocação de ex-presidente do Cade

03 Outubro 2017 13:06:16

O depoimento do procurador da República Ângelo Goulart Villela, marcado dia 4, foi adiado para o dia 17

A CPMI da JBS aprovou a convocação de Vinicius Marques de Carvalho, ex-presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O requerimento foi apresentado pelo presidente da CPMI, senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO).

Para justificar o pedido, o presidente da CPI explicou que o Cade é mencionado na denúncia de corrupção passiva feita pelo Ministério Público contra o presidente Michel Temer. De acordo com a denúncia, o grupo JBS teria oferecido propina em troca da aprovação do Cade a um acordo de fornecimento de gás entre a Petrobras e uma termelétrica do grupo JBS.

Os R$ 500 mil entregues ao ex-assessor de Temer Rodrigo Rocha Loures, de acordo com a denúncia, fariam parte da propina, negada pelo presidente da República.

Ataídes Oliveira também quer ouvir do ex-presidente do Cade as providências adotadas pelo órgão para apurar denúncias de concentração econômica em favor do grupo JBS, decorrente de financiamentos de mais de R$ 8 bilhões do BNDES.

Advogada
Outro requerimento de convocação, o da advogada Fernanda Tórtima, deixou de ser votado por divergência entre os integrantes da comissão.

“Sou contra ouvir advogados agora, principalmente aqueles que não respondem a qualquer acusação”, disse o deputado Delegado Francischini (SD-PR), um dos sub-relatores da CPMI.

Fernanda Tórtima é apontada como a advogada do grupo J&F que intermediou a ida do ex-procurador Marcelo Miller para a JBS. Ela advogava inicialmente para a empresa de celulose Eldorado, controlada pelo grupo J&F, investigada pela Polícia Federal na Operação Bullish, que apura desvio de recursos de fundos de pensão.

Miller foi convidado para ser diretor de complience do grupo enquanto ainda atuava na equipe do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Ele é suspeito de beneficiar a JBS durante as negociações relativas aos acordos de delação premiada dos executivos da empresa.

O nome da advogada foi mencionado ainda em uma das gravações de conversas entre Joesley Batista e o executivo Ricardo Saud. Segundo eles, ela teria sido contra o envolvimento de ministros do Supremo Tribunal Federal e do ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo em gravações.

Os requerimentos de convocação de Fernanda Tórtima foram apresentados pelos deputados Izalci Lucas (PSDB-DF) e Heuler Cruvinel (PSD-GO).

Adiamento
O depoimento do procurador da República Ângelo Goulart Villela, marcado para amanhã, foi adiado para o dia 17. Ele alegou problemas de saúde do pai para pedir o adiamento.


Sem título-4.fw.png
Sem título-4.fw.png


EDITORIAS
Logo Adjori BR rodapé.fw.png

ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS DO INTERIOR DO BRASIL

SRTVS Quadra 701, Conjunto E - Bloco 01, nº 12, sala 209 - Brasília - DF  |  (061) 3964-1647  |  CEP 70340-902

brasilia@adjoribrasil.org.br  |  presidencia@adjoribrasil.org.br  |  editorial@adjoribrasil.org.br